CARTA DO GESTOR: ARTESANAL FIC DE FIM

“O fundo Artesanal FIC de FIM obteve rentabilidade de 1,92%% em termos nominais, que representa 183% do CDI no mês.

A estratégia para o mês de março foi manter a alocação bem próxima ao mês de fevereiro, com o aumento de algumas posições e cautela para algumas estratégias.

A compra dos papéis longos, “LFT’s longas” com deságio nos leilões do Banco Central, está começando a gerar resultados. Com uma apreciação no preço desses títulos, o ganho com a marcação a mercado gera alpha para nossa estratégia.

Quanto ao Termo de Ações, aumentamos nossa alocação para algo em torno de 4%, conforme havíamos comentado na carta passada. Temos interesse em aumentar os termos para até 10% do fundo, com a intenção de capturar ganhos com a queda de juros, estratégia onde ficamos pré-fixados vs pós-fixado (CDI).

No Financiamento e Reversão de opções, estávamos em fase de teste e estudos da nova estratégia durante um ano, e conseguimos bons ganhos, mesmo com apenas 2% de alocação. Conforme descrito na carta de fevereiro, aumentamos nosso blend de papéis para 20 ações, diminuindo o risco de exposição e, aprimorando a aderência do hedge da operação. Para os próximos meses, a meta é alocar até 15% do patrimônio do fundo nessas estratégias.

As operações de BM&F não obtiveram ganho algum, pois não enxergamos oportunidades nessa estratégia no decorrer do mês.

No book de Long&Short, o fundo segue sem alocação relevante (inferior a 5% do patrimônio). Estamos apenas com operações nos setores de Shopping Center vs Properties e Papel e Celulose. O destaque do mês foi a operação de Bradesco ON vs PN, e no decorrer do mês também houve ganhos com os pares dos setores de Siderurgia e Mineração.

As operações de Holding obtiveram o retorno esperado. Havíamos exposto nossa posição na carta anterior e, decidimos por manter a cautela em aumento de exposição, pois há ainda algumas incertezas e estamos avaliando o risco de novos eventos. Chegamos a manter uma exposição em Itausa e Bradespar, a fim de capturar distorções no desconto durante o dia, ou em até 2 dias.

A arbitragem foi o grande destaque do mês de março. Obtivemos sucesso nas operações, devido a grandes distorções que surgiram em alguns papéis nesse mês. O evento de M&A da Cetip vs BM&FBovespa, com criação da B3, contribuiu também de forma expressiva para a performance da estratégia.

Agradecemos a confiança.

Equipe de Gestão Artesanal Investimentos”


Recomende esse texto: