CARTA DO GESTOR: ARTESANAL FIC DE FIM

“O Fundo Artesanal FIC FIM obteve rentabilidade de 0,66% em termos nominais, o que representa 101,82% do CDI no mês.

No decorrer do mês nossa carteira não sofreu grandes alterações, mantivemos quase todas as operações no fundo.

Todas as posições de LFT’s foram mantidas, e não há intenção de mudança a curto prazo. Estamos sempre buscando ganhos como fizemos no passado, as estratégias de arbitragem estão contribuindo como esperado, e não temos intenção em modifica-la devido ao baixo risco e apenas alocação de margem.

A estratégia de Termo de ações segue em linha com o que havíamos comentado anteriormente, a alocação média da estratégia de 6% da carteira do Fundo está sendo mantida, e estamos conseguindo auferir ganhos como esperado devido antecipações de alguns contratos.

O Financiamento de opções foi o destaque negativo do nosso mês, obtivemos bons ganhos em grande parte dos papéis. Para outubro, nossa carteira foi composta em média por vinte e cinco (25) papéis, as perdas foram nas seguintes ações: BVMF3, BRML3, LAME4 e principalmente EMBR3, contribuindo de forma negativa.

Seguimos com o Long&Short de Bradesco ON x PN e CCRO3 x ECOR3, no decorrer do mês realizamos várias operações na estratégia de Bradesco, com o intuito de capturar ganhos de curto prazo, mas sempre mantendo nossa tese de capturar ganhos para posição no longo prazo. Na estratégia de toll’s and roads, fizemos algumas operações no decorrer do mês e encerramos metade da nossa estratégia, devido às incertezas sobre novas concessões por parte de CCRO3, temos observado o papel sofrendo bastante em relação ao par ECOR3, e um fluxo de venda bastante atípico.

A estratégia de GGBR3 x GGBR4 está sendo encerrada, pois o prazo limite para a permuta das ações é dia 22 de novembro, nossa posição chegou a 10% do fundo, no decorrer do mês oscilamos na faixa de 2% a 3% do fundo.

Seguimos analisando a conversão de VALE5 em VALE3, com a aprovação em AGE e anuncio de que o prazo para entrada no novo mercado será dia 22 de dezembro.

Começamos a montar uma posição relevante em nossa estratégia, onde a intenção aproxima-se de 15% da carteira do fundo.

As demais operações de Holdings foram mantidas, como havíamos comentado, nossa intenção e obter ganhos no curtíssimo prazo, há uma grande incerteza ainda sobre o processo de investimentos de Itausa em outras companhias, mesmo com o management esclarecendo a manutenção de 90% a 95% em Itau Unibanco. Bradespar não temos uma tese definida, após o edital da OPA de CPFE3, e uma não definição sobre novos investimentos ou antecipação de debentures emitidas não nos dá segurança, por conta desses fatores seguimos com nosso posicionamento de curtíssimo prazo, GOAU/ GGBR vamos esperar o final do prazo da permuta e voltaremos a analisar.

Agradecemos pela confiança.

Equipe de Gestão Artesanal Investimentos.”


Recomende esse texto: