CARTA DO GESTOR: ARTESANAL CP FIC FIM

“O fundo Artesanal Crédito Privado obteve rentabilidade nominal de 0,92%, equivalente a 142% do CDI.

Estamos caminhando para o final de 2017, um ano muito pautado pela política, fechamento da curva de juros, lava jato, reorganizações em torno do núcleo presidencial, reformas na agenda, um momento de início de reorganização político-econômico.

No que tange a juros, esperamos um ajuste para cima no longo prazo, ou seja, alta na taxa de juros mesmo que moderada pós eleição presidencial de 2018, dado que os níveis estão historicamente abaixo da média e, retomada da atividade econômica e estímulos, tendem a consolidar movimento de alta nos principais índices inflacionários.

Tal movimento elevará o retorno nominal do fundo, pelas cotas investidas serem majoritariamente remuneradas por percentual pré-estabelecido do CDI.

Acreditamos em continuidade na melhora econômica para o final deste ano, e em 2018 com certa volatilidade em mercados líquidos, a medida que a eleição do próximo ano se aproximar.

Ressaltamos mais uma vez conforme cartas anteriores que, será extremamente saudável para o Brasil, que o próximo presidente da república tenha tom moderado, longe de extremos e qualquer tendência a polarização e que seja pró mercado, gerando previsibilidade de gestão, gastos e investimentos para que o país possa atrair investimentos externos de longo prazo, em infraestrutura e setores estratégicos para a economia.

Permanecemos com alto nível de subordinação na carteira, diversificação em fundos e cotas, e não fizemos nenhuma alteração relevante no portfólio.

Agradecemos pela confiança.

Equipe de Gestão Artesanal”


Recomende esse texto: