CARTA DO GESTOR 01/2018: ARTESANAL CP FIC FIM

“ O fundo Artesanal Crédito Privado obteve rentabilidade de 0,80%, equivalente a 137,28% do CDI.

Iniciamos o ano com importantes pilares a serem monitorados, dentre eles: eleições, reformas, inflação e juros.

Na vertente da polarização eleitoral e discursos radicais que tendem a atrapalhar a evolução e estabilidade do país, tivemos a confirmação da condenação unânime em segunda instância do ex presidente da república “Lula”. Este fato abre espaço para candidatos com propostas “Estado menor” e continuidade do controle de gastos e agenda pró reformas.

A volta do congresso, senado e supremo marcam início de ano movimentado no que se refere à reforma da previdência, confirmação de prisão após condenação em segunda instância e outras votações relacionadas a frente. No congresso há intensa negociação para que se consigam os quarenta votos necessários para a aprovação do texto da previdência. A previsão é que tal evento vá a plenário ainda em fevereiro.

No que tange à inflação e juros, vemos cenário benigno a curto prazo, porém, conforme citado anteriormente, vemos sinais de setores já em aceleração o que inevitavelmente trará reação em algum momento nos índices inflacionários. Tal evento, quando confirmado, provocará reação da equipe econômica para, se necessário, subir gradativamente a curva de juros. Vemos possíveis ajustes após a eleição deste ano.

A respeito do portfólio, estamos alocados em doze fundos e dezenove cotas entre mezanino e sênior. A relação está em 30% de cotas mezanino e 70% de cotas sêniores. O nível de subordinação permanece robusto em 55% quando ponderamos os fundos alocados.

Agradecemos pela atenção,

Equipe Artesanal de Investimentos. ”


Recomende esse texto: